WSJ descobre a causa possível para stock muito limitado do Apple Watch

Ontem o Wall Street Journal (WSJ) publicou uma reportagem que revela algo que pode justificar a dificuldade da Apple em satisfazer a procura pelo seu smartwatch.

Segundo essa reportagem, a Apple teria começado a produção massiva do Apple Watch em fevereiro mas testes realizados em algumas unidades revelaram defeitos no taptic engine dos relógios. Este componente é o motor responsável pela vibração suave que o relógio emite ao utilizador para o avisar de alguma notificação. No entanto, o defeito só foi detetado nas unidades produzidas pela AAC Technologies Holdings e que foram imediatamente inutilizadas. Assim, a versão final que tem chegado ao pulso dos consumidores não possui o defeito detetado nesta componente.

Isto de alguma forma limitou o stock disponível na altura do lançamento, algo que deverá continuar pelo menos até a Apple conseguir reorganizar-se com os outros fornecedores deste componente para poder entrar com a produção deste componente em velocidade de cruzeiro.