Spotify abre guerra com Apple após rejeitar uma atualização da sua app

Após submeter para a App Store uma actualização da app do Spotify que eliminava a opção de obter uma subscrição premium, o serviço de streaming de música veio acusar a Apple de estar a criar uma “arma para lesar a concorrência”.

O Spotify, depois de escrever uma carta à equipa legal da Apple, considera que este movimento por parte da equipa de Cupertino foi desnecessário. Por detrás disto tudo estão os 30% que a Apple cobra pela venda de um serviço dentro de uma app, o que obriga o Spotify a aumentar o preço das subscrições, se quiser manter a mesma margem de lucro.

Já a Apple acusa o Spotify de não estar a cumprir os termos da App Store, que proíbem quaisquer alternativas de obter serviços exteriores à própria App Store. A Apple afirma ainda que, ao contrário do que o Spotify diz, estas “regras” promovem a competição — não a destroem.

Uma das grandes mudanças que a Apple fará ainda este ano é que com os serviços de subscrição a empresa receberá apenas 15%, ao invés dos 30% atuais. Ainda assim, o Spotify diz que a Apple não percebe o problema.

A guerra está aberta e veremos qual o aftermath em breve.