Review: Um rápido Hands-On ao iPad Air 2

Durante o dia de ontem passei por uma FNAC e, claro, não podia deixar de espreitar nos novos iPads da Apple. Apesar de ter mexido um pouco no iPad Air 2 e no iPad Mini 3, irei concentrar-me apenas no modelo maior, num rápido Hands-On e primeiras impressões.

Como alguns de vós sabem, atualmente tenho um iPad Air. Disto isto, a primeira coisa que reparamos imediatamente quando pegamos no iPad Air 2 é a sua grossura. É tão fino que mesmo para quem tem um iPad Air vai notar logo a diferença. Talvez exagerando um pouco, parecia que ia cortar-me a mão de tão fino que é (sim, é de facto um exagero!).

Depois de algum tempo com a versão dourada nas mãos, comecei a perceber a diferença no peso, algo que para quem usa o iPad maioritariamente em cima de uma mesa ou nas pernas não vai reparar.

Continuei mais uns minutos a experimentar o iOS mas não notei uma diferença muito grande de velocidade. A principal razão disso é o facto deste iPad em exposição não ter instalado nenhuma app que puxasse realmente pela máquina. Assim, posso dizer que para uma utilização do dia-a-dia, a maioria dos utilizadores não notará diferença para o iPad Air.

Outra coisa que reparei também e que a Apple falou no seu evento de apresentação dos iPads foi o facto de haver menos reflexo no ecrã quando comparado com o iPad Air. Parece até que a imagem refletida fica um pouco roxa mas a verdade é que notasse bastante menos a reflexão no ecrã das coisas que nos rodeiam.

Em relação à câmara, não percebi grandes diferenças na qualidade das fotos, além de um pouco mais de luz em alguns cenários de menor luminosidade.

Assim, em jeito de conclusão num rápido Hands-On do Kioske da Maçã, o iPad Air 2 é uma evolução natural do tablet da Apple, sem grandes surpresas e recomendado essencialmente para todos aqueles que tenham um iPad anterior à geração Air.

Têm alguma pergunta específica sobre o iPad Air 2 ou o iPad Mini 3? Deixem a vossa questão nos comentários em baixo!