Resultados Financeiros 4T 2016: Apple anuncia primeira queda na faturação desde 2001

Ontem, a Apple anunciou os resultados financeiros do último trimestre fiscal de 2016, em conferência para os seus investidores e alguns analistas.

Um dos destaques vai para queda de faturamento em 2016 de 7,7%, quando comparados com o ano passado, algo que já não acontecia desde 2001. Mesmo assim, não deixam de ser números impressionantes, pois foram US$233,7 mil milhões em 2015 contra US$215,6 mil milhões em 2016.

Estes foram os principais números mencionados na conferência:

  • Receita de US$46,9 mil milhões, menos 8,9% que o mesmo período em 2015 
  • Lucro líquido de US$9 mil milhões, menos 18,9% que o mesmo período em 2015 
  • Margem bruta de 38% em vez de 39,9% no ano passado
  • Vendas internacionais representam 62% do faturamento total do trimestre
  • Foram vendidos 45,5 milhões de iPhones, menos 5% que no mesmo período do ano passado
  • 9,3 milhões de iPad vendidos, menos 6% que no mesmo período do ano passado
  • Macs vendidos: 4,9 milhões de unidades, menos 14% que no mesmo período do ano passado
  • Crescimento de 24% em Serviços, para os US$6,3 mil milhões
  • Outros (Apple Watch, Apple TV, iPods, etc.): faturação de US$2,4 mil milhões, menos 22% que o ano passado

Alguns comentários interessantes feitos durante a conferência:

  • Foram compradas quatro empresas durante o trimestre que fechou
  • 2016 foi o ano com maior número de pessoas a trocar de dispositivos Android para iPhone
  • 60% dos consumidores que pensam em comprar um novo smartphone nos próximos 90 dias planeiam escolher um iPhone
  • Vendas de iPhones na Índia cresceram 50%
  • No fim de 2016 haverá mais de 100 dispositivos compatíveis com o HomeKit
  • 94% dos consumidores corporativos estão satisfeitos com os iPads
  • Receita da App Store aumentou pelo quinto trimestre consecutivo

Dois comentários em destaque de Tim Cook:

  • Muitas das tecnologias que irão ficar disponíveis serão capazes de revolucionar o mundo automóvel
  • Conteúdos originais representam uma grande oportunidade para a Apple. É uma área que está a ser alvo de grande foco por parte da empresa

Apesar de todas estas quedas anunciadas, Tim e companhia prevêem regressar ao crescimento já no próximo trimestre fiscal, com a receita a dever-se situar entre os $76-$78 mil milhões, acima dos $75.9 mil milhões do ano passado.