Comissão Europeia passa "multa" de 13 mil milhões de euros à Apple

A relação da Apple com a Europa já teve melhores dias: recentemente, a Comissão Europeia (CE) verificou que a Irlanda concedeu benefícios fiscais que considera ilegais à empresa de Cupertino, e por isso Bruxelas está a pedir 13 mil milhões de euros correspondentes aos impostos que não foram pagos entre 2003 e 2014.

A Apple, que tem a sua sede europeia na Irlanda, é acusada de ter sido beneficiada pelo estado irlandês, ao mesmo tempo que este violava as regras comunitárias da União Europeia.

O ministro da economia irlandês discorda com esta "multa" e afirma que foram cobrados todos os impostos devidos. Segundo o mesmo, o governo irlandês reunir-se-á para discutir um pedido de recurso.

A empresa de Cupertino rapidamente se manifestou — numa carta aberta, Tim Cook afirma que a Apple paga todos os devidos impostos, seja em que lugar do mundo for, e garante que a empresa irá recorrer esta decisão da Comissão Europeia. O CEO acredita que esta decisão será revogada, porém afirma que, caso não o seja, terá "um profundo e negativo impacto no investimento e criação de emprego na Europa".

Curiosamente, esta notícia teve apenas um pequeno impacto na cotação de bolsa da Apple, que desvalorizou 0,77%. Não admira, para quem tem mais de 200 mil milhões de euros em caixa... Veremos qual será o resultado desta "briga" nos próximos tempos.