Chegaram os primeiros betas do iOS 10.3, do macOS Sierra 10.12.4 e do tvOS 10.2 com muitas novidades

Tal como era esperado, a Apple lançou ontem ao fim do dia novos betas dos seus sistemas operativos para programadores: o iOS 10.3, macOS Sierra 10.12.4 e tvOS 10.2.

Além das tradicionais correções de bugs e melhorias de performance e segurança, existem bastantes novidades que vale a pena referir, nomeadamente em relação ao iOS e macOS.


iOS 10.3


Na aplicação “Encontrar iPhone” é agora possível localizar os AirPods, para o caso de não sabermos do seu paradeiro. Basicamente, e assim como acontece com os outros dispositivos, temos a possibilidade de reproduzir um som (bastante) alto nos AirPods, em ambos ou apenas no esquerdo/direito. Claro que para funcionar, terão que estar conectados a uma rede wi-fi conhecida.

Esta versão do iOS já implementa no dispositivo o novo sistema de arquivos APFS, apresentado na WWDC em junho do ano passado. Este é um sistema que também chegará ao macOS e watchOS e que traz mais segurança aos dispositivos, compatibilidade com as altas velocidades dos SSD’s e muitos mais. O MacMagazine fez um artigo muito interessante sobre este assunto e aconselhamos a sua leitura. 

Nova API que irá permitir aos utilizadores não só avaliarem uma app sem terem que entrar na App Store, assim como a possibilidade de os programadores responderem às “críticas/classificações” da sua app na App Store. Será possível também, usando o 3D Touch, marcar uma crítica como “Útil”.

A app “Definições” tem novas opções, com destaque para o primeiro menu que agora é dedicado a todas as informações do utilizador em iCloud.

Os programadores terão agora a possibilidade de ter ícones dinâmicos, com acontece por exemplo com a app nativa “Calendário”, que todos os dias atualiza o seu layout para o atual dia do mês e da semana, o que a meu ver é muito positivo!

Para o iPad de 9,7 polegadas e menores, e para já ainda escondido no código, vem uma opção que torna o teclado flutuante, por forma a facilitar o uso com uma mão. Porém, os programadores conseguiram aceder a essa função, como mostra a imagem em baixo.

De resto, esta primeira versão beta inclui ainda suporte a pagamentos no framework SiriKit, agendar serviços de transporte para apps como Uber, informações via 3D Touch no ícone do tempo dentro do app Mapas (com previsões horárias), atalho para apps usadas com mais frequência no CarPlay, suporte mais abrangente para interruptores de luz no HomeKit, entre outras novidades.


macOS Sierra 10.12.4


Night Shift chega agora ao macOS e funciona de forma idêntica ao iPhone, ou seja, podemos personalizar entre que horas as cores do ecrã ganham um tom mais “quente” ou então deixar “em sintonia” com o amanhecer e pôr do sol. RIP f.lux?

Por último, o tão falado “Modo Cinema” que chegaria ao iOS parece que na realidade é uma nova funcionalidade do watchOS 3.1.3, que foi lançado ontem para o público e que permite, de uma forma rápida, que seja ativado para que o ecrã do Watch não se acenda nem que este reproduza qualquer som, mantendo a “vibração” aquando a chegada de notificações. Contudo, esta opção ainda não está visível para todos os utilizadores.