Apple poderá reembolsar clientes que trocaram a bateria de iPhones antes da polémica e alargar prazo da “promoção” de 29€

Ilustracao iPhone SE 6 e 6 Plus.jpg

O conhecido site Recode noticiou que a Apple está a estudar a possibilidade de reembolsar os clientes que trocaram a bateria dos seus iPhones antes da polémica toda à volta deste tema “estalar”.

Esta descoberta do site Recode ter por base a carta de resposta que Cynthia Hogan, vice-presidente de políticas públicas nas Américas da Apple, deu a John Thune, presidente do Comité de Comércio, Ciência e Transporte do Senado dos Estados Unidos, que questionou a Apple sobre vários temas relacionados com esta polémica da bateria e performance, incluindo se a Maçã estaria a estudar a hipótese do reembolso. Na resposta (em baixo), Cynthia disse que “sim, estamos a explorar isso e o informaremos consequentemente”.

Neste documento também podemos ver que aquando o lançamento do iOS 10.2.1 em janeiro de 2017 com o tal recursos de gestão de desempenho, a Apple não fez referência a isso. O que aconteceu foi que um mês depois, em fevereiro, a Apple atualizou as notas de lançamento do iOS 10.2.1 com essa referência à gestão de desempenho e claro que por essa altura, já ninguém consultou o documento.

Ainda relacionado com esta questão das baterias, o site Business Insider diz que a Apple também esclareceu algumas dúvidas ao presidente do Comité de Energia e Comércio na Câmara dos Deputados, onde consta a possibilidade de alargar o prazo de substituição de baterias por 29,00€ para além de 2018, o que são ótimas notícias para nós e também ajudaria a amenizar a “corrida à bateria” que se tem verificado nas últimas semanas, com os stocks a serem bastante afetados, nomeadamente para as versões Plus dos iPhones.