Apple Pay dá os primeiros sinais de estar a revolucionar os pagamentos móveis

Segundo uma reportagem feita pelo The New York Times (NYT), começaram a surgir as primeiras estatísticas relacionadas com o Apple Pay e a sua adoção por parte das empresas.

O destaque vai para a cadeia de fast-food McDonald’s, que aceita o Apple Pay nos 14 mil estabelecimentos dos Estados Unidos, dizendo que 50% das operações de pagamento rápido foram feitas com o sistema da Apple. A cadeia de supermercados “premium” Whole Foods disse que já processou cerca de 150 mil pagamentos através do Apple Pay. Já a rede de farmácias Walgreens disse que duplicaram os pagamentos móveis nos seus estabelecimentos desde o lançamento deste sistema da Apple.

São ainda interessantes as declarações de Michael Abbott, presidente da Softcard, empresa que tem um sistema de pagamentos concorrente ao Apple Pay. Segundo ele, desde que o Apple Pay foi lançado, a aplicação da Softcard foi descarregada mais vezes por novos clientes e usado com mais frequência pelos seus membros já existentes.

“É uma maré crescente que levantou todos os barcos”, disse o executivo.

O NYT acrescenta ainda que o Google terá informado que o seu serviço de pagamentos móveis, o Google Wallet, também está a ser mais usado após o lançamento do Apple Pay.

Deste modo, apesar de ainda não ter revolucionado a maneira como fazemos os pagamentos, o Apple Pay prepara-se para o fazer em breve, sendo apenas uma questão de tempo e da plataforma começar a funcionar em mais países.