Apple desmente ter reduzido precisão do Face ID para acelerar produção do iPhone X

Desde há algum tempo para cá que têm circulado rumores bastante confiáveis que referem a luta da Apple para produzir iPhones X suficientes para atender toda a procura que é expectável para o dia de lançamento a 03 de novembro.

Esta semana, tem sido rumorado que a Apple começou a ser um pouco mais “flexível” nos testes com os componentes do Face ID por forma a acelerar o processo de fabricação e montagem, algo que estava a estrangular o volume de produção. Na sequência desses rumores, a Bloomberg diz que com base em fontes suas, estas alterações terão como consequências a redução na precisão e fiabilidade do Face ID. Ora assim que a Apple soube disto, não perdeu tempo para vir esclarecer este rumor, em declarações ao site Techcruch:

O entusiasmo dos clientes para o iPhone X e o Face ID tem sido incrível e mal podemos esperar para que os clientes lhe coloquem as mãos a partir de sexta-feira, 3 de novembro. O Face ID é um sistema de autenticação poderoso e seguro que é incrivelmente fácil e intuitivo de usar. A qualidade e a precisão do Face ID não mudaram. Continua a ser de um para um milhão a probabilidade de uma pessoa aleatória desbloquear o seu iPhone com o Face ID.A afirmação da Bloomberg de que a Apple reduziu a especificação de precisão para o Face ID é completamente falsa e esperamos que o Face ID seja o novo padrão da indústria para autenticação facial.
— Adaptado via MacMagazine

É curioso notar que na declaração, a Apple não faz qualquer referência à velocidade de desbloqueio nem ao acerto de desbloqueio, ou seja, não se o iPhone desbloqueia a pessoa certa - isso a Apple confirma que a probabilidade mantém-se de 1 em 1 milhão - mas quantas vezes pode não ler corretamente à primeira. Ainda assim, julgo que a Maçã não teria que mencionar isto dado que o mesmo não foi feito pela Bloomberg.

Na minha opinião, acho que a Apple de facto terá baixado um pouco os padrões dos testes para o Face ID, por forma a acelerar o processo de produção, mas, conhecendo a Apple como conheço, também tenho a certeza que isso não irá afetar a experiência final do utilizador.