Tim Cook e o negócio com a Beats: “Não é pelo que a Apple e a Beats fazem hoje. É pelo que acreditamos que, ao unir os dois, podemos produzir no futuro.”

Numa entrevista feita pelo Re/code, Tim Cook respondeu já a algumas perguntas sobre a aquisição da Beats pela Apple. Estas são  algumas das suas declarações:

O que a Beats traz para a Apple são pessoas com habilidades muito raras. Pessoas assim não nascem todos os dias. Elas são muito raras. Eles realmente entendem a música profundamente. Então temos uma infusão de excelentes talentos na Apple.
(...)
Não é pelo que a Apple e a Beats fazem hoje. É pelo que acreditamos que, ao unir os dois, podemos produzir no futuro.
(...)
Financeiramente é ótimo porque mesmo a curto prazo há sinergias. Usar a presença global da Apple trás coisas como acelerar o serviço de assinaturas, a distribuição de fones de ouvido em países onde eles não estão hoje.
(...)
Nós adquirimos empresas. Sei que não falamos delas, mas nós adquirimos 27 companhias entre o ano fiscal de 2013 e este ano, até o momento. Nós nunca tivemos a mentalidade de que não deveríamos adquirir coisas. E nem há filtros de que só devemos adquirir coisas que não podemos fazer. Porque eu sou muito crente em que a Apple pode fazer qualquer coisa.
(...)
Jimmy e Dre serão empregados a tempo inteiro da Apple.
— Tim Cook, CEO da Apple